Armênia anuncia antecipação das eleições

Por Ana Luísa de Meneses Froemming em 19 de março de 2021

Uma pesquisa realizada pelo International Republican Institute em fevereiro deste ano divulgou que cerca de 55% dos entrevistados na Armênia são a favor das eleições antecipadas, sendo que grande parte dos entrevistados (57%) gostaria que as eleições ocorressem antes do final da primavera e 13% gostariam que ocorressem até o final do verão. O site Eurasianet divulgou que esses dados são parecidos com as pesquisas realizadas pelo MPG/Gallup International, nas quais 58% das pessoas entrevistadas disseram ser a favor da antecipação das eleições.

 

Na quinta-feira, dia 18 de março de 2021, o primeiro-ministro Nikol Pashinyan anunciou que as eleições irão ocorrer no dia 20 de junho deste ano. Para que isso fosse possível, foi realizado um acordo entre o mandatário e o líder do maior bloco de oposição no parlamento, Gagik Tsarukyan, do partido Armênia Próspera.

 

Pashinyan fez uma postagem no Facebook dizendo que as eleições antecipadas ao parlamento seriam a “melhor maneira de se sair da atual situação da política interna”, principalmente como uma forma de se recuperar do conflito com o Azerbaijão devido à região de Nagorno-Karabakh. Entretanto, isso trouxe o questionamento acerca da intenção do governo atual em realizar eleições justas e livres. Antes de anunciar que elas iriam realmente ocorrer, Pashinyan e alguns dos seus aliados já haviam dito que as eleições não eram uma demanda pública do momento. Mas as pesquisas realizadas por institutos dizem que, na verdade, pouco mais da metade da população tem esse desejo.

 

Vários protestos começaram a ocorrer nas ruas do país, organizados por uma coalizão de partidos de oposição que recebeu o nome de Movimento de Salvação da Pátria. Os protestos estão ocorrendo pelo desejo de que as eleições aconteçam sob um governo provisório e não sob o governo atual, já que tais partidos acreditam que os atores que estão no poder se preocupam apenas com a manutenção nos cargos. Outra dúvida que surge é se essas eleições irão ocorrer sob a égide das reformas eleitorais ainda não adotadas (e que vêm sendo discutidas por mais de dois anos) ou do atual modelo eleitoral.

 

REFERÊNCIAS:

 

ISTO É. Pressionado, premiê da Armênia anuncia eleições antecipadas. Disponível em: <https://istoe.com.br/pressionado-premie-da-armenia-anuncia-eleicoes-antecipadas/>. Acesso em 19 de março de 2021.

 

KUCERA, Joshua. Poll: Majority of Armenians want early elections. Eurasianet, 2021. Disponível em: <https://eurasianet.org/poll-majority-of-armenians-want-early-elections>. Acesso em 19 de março de 2021.

 

MEJLUMYAN, Ani. Armenia to hold early elections. Eurasianet, 2021. Disponível em: <https://eurasianet.org/armenia-to-hold-early-elections>. Acesso em 19 de março de 2021.