Cazaquistão busca novos mercados para o trigo em decorrência da crise afegã.
 

Por Felipe dos Santos Oliveira em 28 de agosto de 2021.

Devido à instabilidade política, social e econômica no Afeganistão, que foi tomado pelo grupo fundamentalista Talibã nos últimos dias, o Cazaquistão procura novos mercados para a exportação de seu trigo. A commodity é um importante produto cazaque nas suas relações comerciais. No ano de 2020, dois terços de sua produção de farinha de trigo foi comprada pelo Afeganistão, que também adquiriu uma quantia considerável do grão inteiro.

Além do Afeganistão, os demais países da Ásia Central também compram o trigo cazaque (como o Quirguistão e o Uzbequistão), porém em quantidade muito menor. Uma saída para a indústria do trigo foi a venda para a Geórgia, que busca diversificar as suas importações, mormente oriundas da Rússia. Porém, dentro do lobby do trigo, há certa resistência à venda para a Geórgia devido à alegação de que o país do Cáucaso está buscando vendedores baratos.

Além da Geórgia, algumas alternativas são o Irã, que teve sua demanda aumentada devido a uma crise hídrica no território, e a China, sempre com grande necessidade de importação. No entanto, o Irã, por ser afetado por sanções internacionais – principalmente estadunidenses –, torna-se um país frágil com o qual se celebrar relações comerciais. Já a China adotou medidas bruscas contra o Cazaquistão na fronteira com o país na tentativa de frear a propagação do coronavírus.

Os lobistas do trigo, porém, afirmam que, como parte de operações humanitárias junto ao país, não pretendem deixar o Afeganistão à deriva, além de esperarem o mesmo da comunidade internacional. Todavia, expressam preocupação em relação aos seus produtores e esperam também “generosidade estadunidense e russa” perante a crise política afegã.

 

 

 

REFERÊNCIAS:

 

 

KUMENOV, Almaz. Kazakhstan wheat redirected away from Afghanistan. Eurasianet, 2021. Disponível em: <https://eurasianet.org/kazakhstan-wheat-redirected-away-from-afghanistan>. Acesso em: 26 ago. 2021.