Albânia tenta novamente ingresso na UE

Por Felipe Oliveira em 15 de maio de 2021

As tratativas sobre o ingresso da Albânia no bloco europeu parecem estar perto do fim. Tendo submetido sua candidatura em 2009, o país dos Bálcãs vem há 12 anos tentando o ingresso na União Europeia (UE), tendo sempre, porém, suas tentativas impugnadas. De acordo com o Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros e Política de Segurança, Josep Borrell, a Albânia vem sendo um “modelo” na região, caracterizando o país como um parceiro estratégico para o bloco e que está alinhado com sua política externa. O primeiro-ministro da Albânia, Edi Rama, afirma que a União Europeia “é uma bênção para o povo e para o futuro” e que o país faz reformas (exigidas pelo bloco) não porque a UE solicita, mas porque “deve essas reformas às próximas gerações''.

 

O real impasse para o país é o fato de que o seu processo de adesão é vinculado ao da Macedônia do Norte, sofrendo resistência da Bulgária e da Grécia. Em razão de questões étnicas e históricas, Sófia apresenta um obstáculo para Tirana por temer que sentimentos separatistas possam emergir da região da Macedônia do Pirin, atualmente um território pertencente à Bulgária.

 

Ainda assim, Borrell nega uma possível desvinculação do processo de adesão de Albânia e Macedônia do Norte e, segundo ele, os Estados-membros têm até o fim do verão setentrional para submeterem propostas de formas de fortalecer a relação com os Bálcãs Ocidentais a fim de limitar a influência externa.

 

O premiê albanês afirmou, ainda, que espera que uma possível adesão ao bloco antes da Macedônia do Norte não aconteça e que “quer manter um caminho comum com o governo norte-macedônio”.

 

A Turquia, aliada histórica da Albânia, apoia o ingresso do país no bloco, bem como em todas as organizações euro-atlânticas. Segundo o chefe de estado albanês, o presidente Ilir Meta, “a experiência de cooperação enquanto dois aliados na OTAN e a parceria estratégica entre a Albânia e a Turquia continuam a ser uma plataforma substancial para os esforços conjuntos pela paz e segurança”.

  

REFERÊNCIAS:

 

EURONEWS. O motivo búlgaro para impedir a Macedónia do Norte na UE, 2020. Disponível em: <https://pt.euronews.com/2020/11/16/o-motivo-bulgaro-para-impedir-a-macedonia-do-norte-na-ue>. Acesso em: 13 mai. 2021;

 

EURONEWS. UE não tem intenção de separar os processos de adesão nos Balcãs, 2021. Disponível em: <https://pt.euronews.com/2021/05/10/ue-nao-tem-intencao-de-separar-os-processos-de-adesao-nos-balcas>. Acesso em: 13 mai. 2021;

 

NOTÍCIAS AO MINUTO. Adesão à UE. Albânia "já fez tudo" para dar início às negociações, 2021. Disponível em: <https://www.noticiasaominuto.com/mundo/1700025/adesao-a-ue-albania-ja-fez-tudo-para-dar-inicio-as-negociacoes>. Acesso em: 13 mai. 2021;

 

ORLANDI, Giorgia. Albânia diz-se "mais do que pronta" para começar a negociar adesão à UE. Euronews, 2021. Disponível em: <https://pt.euronews.com/2021/05/13/albania-diz-se-mais-do-que-pronta-para-comecar-a-negociar-adesao-a-ue>. Acesso em: 13 mai. 2021;

 

TRT. A Turquia vai continuar a apoiar a adesão da Albânia à União Europeia, 2021. Disponível em: <https://www.trt.net.tr/portuguese/europa/2021/02/05/reino-unido-celebra-a-prorrogacao-do-tratado-start-1577543>. Acesso em: 13 mai. 2021.